sábado, 23 de março de 2013

A vida NÃO pode ser um sonho

 
          Perguntada pelo seu “outramento” se sonhava no período solar e lunar, a escritora Giselle Ribeiro reage:
          − A vida pede ação, coragem, luta... e tudo isso deve vim com a força do sonho. Eu não costumo dormir para não lutar. Eu sonho de olhos abertos sentindo as vibrações que o sonho me manda. E os sonhos sempre se comunicam com o sonhador. Eu não tenho razão nenhuma para brincar de não ouvi-lo. Mas as mensagens dos sonhos, nós aprendemos mais “facilmente” a ler quando a vida não nos favorece tanto, quando passamos fome, quando a comida é regrada. É nesse tempo que os sonhos se espalham, como plantas rasteiras e onde pisamos, nossos pés tocam notas de uma vida futura mais bela e, quem sabe possível.
            Quando tudo vem facilmente, os sonhos se escondem da gente. Eu estou na outra escala, eu estou na escala dos que dividiram o pão e o peixe. Por isso, eu sonho em tempo integral, no período solar e lunar.
            Mas para que o sonho valha a pena não devemos esquecer que a vida pede ação, coragem, luta!

8 comentários:

  1. Seu texto, não poderia ser diferente, é inspirador. Neste momento, me trouxe bastante ânimo.

    Obrigda!

    Adriana Cunha

    ResponderExcluir
  2. Adriana, meu bem, para isso deve servir a nossa fala, "para fazer ruído térmico na orelha do leitor". Que esse ruído te traga Paz e vontade de sonhar, lutando, sempre lutando. Grande abraço paara você que me lê.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Renan, bela visita. Obrigada por ver a iluminura desse pensamento. Abraço para você.

      Excluir
  4. existe uma frase, que talvez seja cohecida por muitos que vem a este blogue, que gosto muito:

    "Quem sonha está mais perto de realizar o sonho."

    há que se sonhar e lutar, mas somente com a arma da alegria não do ódio.

    cheiro, Gi!

    Isabel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Bel, muita alegria em cada hora... Beijo.

      Excluir
  5. Magnífico! Você esta certíssima, vamos sempre longe quando sonhamos.Continue assim sempre dividinho seu Pão e seu Peixe.Um grande beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha RayLinda, quanto tempo... E então você veio provar um pedaço do meu peixe e do meu pão? Bom te ver por essa região. A região dos que não se calam. Beijo.

      Excluir